audiolivros e mensagens espíritas em áudio
Audios Espiritas

O Livro dos Mediuns

O Livro dos Mediuns

O Livro dos Mediuns

O Livro dos Médiuns, ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores, é a segunda das cinco obras básicas do espiritismo, publicada em 1861, na França, por Allan Kardec. Versa sobre o caráter experimental e investigativo da Doutrina Espírita, visto como ferramenta teórico-metodológica para se compreender uma “nova ordem de fenômenos”, até então jamais considerada pelo conhecimento científico: os fenômenos ditos espíritas ou mediúnicos, que teriam como causa a intervenção de espíritos na realidade física.

O Livro dos Médiuns

(Le Livre des Médiums em francês), é a segunda das cinco obras básicas do espiritismo, publicada em 1861, na França, por Allan Kardec. Versa sobre o caráter experimental e investigativo da Doutrina Espírita, visto como ferramenta teórico-metodológica para se compreender uma “nova ordem de fenômenos”, até então jamais considerada pelo conhecimento científico: os fenômenos ditos espíritas ou mediúnicos, que teriam como causa a intervenção de espíritos na realidade física.

Metodologia

As primeiras investigações de Kardec tinham por foco um fenômeno bastante comum em meados do século XIX, na Europa e nos Estados Unidos: o das chamadas mesas girantes ou dança das mesas, em que certa quantidade de pessoas se reuniam em torno de mesas para se entreter com deslocamentos insólitos e aparentemente involuntários realizados por esses móveis. Apesar do nome, era comum, segundo diversos relatos da época, a ocorrência de fenômenos semelhantes com objetos variados.

Após dois anos de investigação, Kardec se viu particularmente convencido da hipótese mediúnica como a forma mais consistente de explicar certas ocorrências de movimentação espontânea de objetos. Isso porque, para além dos simples deslocamentos aleatórios, perfeitamente atribuíveis a causas naturais, Kardec catalogou o que denominava manifestações inteligentes, ou seja, movimentos que recorriam a sistemas simbólicos para estabelecer um canal de comunicação com um entrevistador. Alguém fazia uma pergunta e estabelecia critérios como “uma batida para sim, duas para não”, e, em certos casos, um interrogatório feito à exaustão obtinha sucessivas respostas corretas. Com o tempo esse método de comunicação foi sendo depurado, passando pelo uso de um lápis amarrado a um cesto em cuja borda um ou mais médiuns colocavam seus dedos, até chegar à moderna técnica da psicografia.
Assim, Kardec se empenhou em fazer um estudo analítico das diversas modalidades de comunicação estabelecidas entre homens e espíritos, que resultou em O Livro dos Médiuns.

Comentários no facebook

  • Manukrocha

    não consigo ouvir!! :(

    • Deborah Cavalcanti

      eu tb não

  • http://www.facebook.com/sheilamurata She Murata

    Ótimo,parabéns pela iniciativa! ^^
    Quem dera tivesse todas as obras de Kardec narradas com voz natural…

  • Tania cristina

    parabens!!!por este trabalho espero que em breve tenha todas as obras de kardec..

    muito obrigada….

  • Deborah Cavalcanti

    Nao estou conseguindo ouvir!

  • Edvaldo

    muito obrigado, pela assistência, para aqueles que querem a sua evolução.

  • Mila

    Poxa vida!! A partir de umas não está funcionando. Alguém pode me ajudar?